Monday, June 11, 2007

Manhã de setembro

Manhã de setembro

Há uma manhã em setembro
Em que nada parece igual
É tudo tão doce e sincero
Que nem parece normal

Há uma manhã em setembro
Em que o vento sopra, contente
Em que os sonhos se tornam mais puros
E a minha vida fica diferente


E nessa manhã de setembro
Noto a luz do teu olhar
Essa luz que encanta o céu
E apaga a tristeza do ar

E antes que chegue a noite
E tudo fique como antes
Eu peço para que o destino
Não nos faça ficar distantes