Friday, March 20, 2009

No fim do universo...

Poeira dourada que se desfaz no ar
Cintila suavemente no céu estrelado.
E no momento mais oportuno para sonhar,
Tudo se perde neste mundo estilhaçado.

Tão inexplicável e profunda a solidão
Que não caberia neste ínfimo verso.
Eu mostro-te...Dá-me a tua mão
E caminhemos até ao fim do universo.

Estrelas cadentes doces e luminosas
Perdem o brilho através da queda.
As forças da natureza mais poderosas
São tão delicadamente frágeis como seda.

Mas o movimento nasce da apatia
E a luz sustém-se através da escuridão.
Pois o universo inteiro é apenas ironia
E não existe alegria sem haver solidão...

8 comments:

Alexander said...

Bello. Ya era tiempo que escribas de nuevo =), aunque actualices sólo a veces, siempre me alegra visitarte. Sáludos

noop said...

siempre me gusta leerte x)

Porcelain Doll said...

O Universo brinca connosco... ironiza... que bom seria se tivéssemos forma de o acompanhar nas suas brincadeiras, compreender as suas ironias e rir-nos com elas... que perigoso universo este em que habitamos, em que oscilamos entre inversos... em que apenas temos consciência de algo se antes tivermos consciência do inverso...

Que lindo poema... melodioso, ondulante, delicado... desiludido, porém esperançado... :-)

Bj

Luísa said...

Tens bué jeito pa isto mas tens de continuar a escrever!! Tou à espera de +. Bjs Luisa

°annE said...

Oi! Acho que você vai adorar conhecer este blog:
www.pensamentofascinante.blogspot.com
Aparece lá e confere!

freefun0616 said...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,酒店,

Isa said...
This comment has been removed by the author.
Isa said...

Parece-me que escreves com o que resta de incandescente e clandestino nas "brasas" tua imaginação sempre que a ventania crua da realidade tenta apagar esse lume. Quis mesmo deixar um comentário à poetisa - para boa entendedora basta! :-)

(ass Isabel, a outra)